Voltar ao início do site !Chamar por telefone !Enviar um e-mail !
Acessar o FaceBook da Méritos !

------------ Coleção História Geral do Rio Grande do Sul ------------

Volume 1 Volume 2 Volume 3 -
Tomo I
Volume 3 -
Tomo II
Volume 4 Volume 5
Colônia Império República - República Velha 1889-1930 República - República Velha 1889-1930 República -
Da revolução de 1930 à ditadura militar (1930-1985)
Povos Indígenas


 

Um despertar para o mundo da espiritualidade...

Os orixás e os chakras

O reconhecido Pai Camargo, com mais de três décadas de experiência religiosa, afirma ser necessária uma viagem ao microcosmo de nós mesmos, se quisermos mais respostas do que a ciência convencional pode nos dar. Segundo o autor, os chakras, ou os centros de energia, têm tudo a ver com esta ideia, e por isso são identificados e detalhados, desde suas funções e tipos de energia recebida até as ferramentas cromoterápicas para mensurar o movimento e a intensidade das forças sobre eles..

 

Não se pode entender nenhum agrupamento social totalmente independente de relações de poder, desde a menor instituição, que é a família, até a mais complexa, o Estado...

De Borges a Vargas: mudança de rumos na política gaúcha (1922
a 1928)

 

Este livro é resultado de um estudo das relações de poder entre dois personagens importantes da cena política brasileira: Getúlio Vargas e Borges de Medeiros. A partir do estudo de suas ações na esfera estadual e federal, analisou-se o período de 1922 a 1928, espaço de tempo em que Vargas atuou como deputado federal e Borges ocupou o cargo de presidente do estado do Rio Grande do Sul, tendo ocorrido também nesse período uma mudança nos rumos do poder, quando Vargas ocupou o lugar de Borges frente ao governo do estado.

 

Teorias, práticas e vivências de um engenheiro agrônomo...

Pastoreio Voisin - 3ª ed.

 

Dos seis livros de André Voisin, cinco foram publicados em português e suas edições se encontram esgotadas. Seus discípulos e seguidores brasileiros implantaram suas teorias nas pequenas propriedades e nas grandes fazendas, de campos nativos ou de pastagens de espécies tropicais plantadas, com bovinos de carne e de leite, búfalos, ovinos, caprinos e suínos, em distintas regiões e condições de clima e solo.

Este livro do engenheiro agrônomo Humberto Sorio fala das teorias de utilização racional das pastagens, mas é guia prático de grande valor para os que desejam implantar seus projetos e obter aumento de produção e de renda, com respeito ao bem-estar dos animais, ao ambiente natural e aos direitos do consumidor por alimento limpo e saudável.

 

Concepções, experiências e dinâmicas investigativas

Prática profissional na educação tecnológica

 

Articular pesquisa, formação e prática profissional configura-se como desafio inerente ao conjunto das experiências apresentadas e discutidas nesse livro, que contempla uma diversidade de relatos reflexivos sobre as práticas colaborativas em desenvolvimento nos contex-tos dos cursos aos quais os autores estão vinculados.

Nelas, a formação continuada dos formadores dos futuros profissionais ganha espaços privilegiados de atenção, levando em conta a pluralidade das relações entre saberes implicados nas interações constitutivas do conhecimento e do sujeito como profissional.

 

 

"Eu te amo" faz falta até aos que brincam de seduzir...

Mulheres que não dizem eu te amo

 

As sutis percepções sobre os caminhos que levam mulheres a não dizerem ''eu te amo'' surpreendem, primeiro pela sensibilidade requerida para o assunto, depois pelos fundos temáticos diversos, com alternância de vozes narrativas.

Sem vitimização de sensos de orgulho, masculino ou feminino, o autor procura alertar para uma espécie de ''síndrome de Estocolmo'' em que vivem muitos dos seres enamorados.

A história que melhor reflete tal afirmação é ''João e Maria'', uma fábula às avessas de um casal de idosos subitamente imerso na luta entre devoção versus indiferença.

 

 

A história do movimento migratório é feita de esperanças...

Pequeninos poloneses:
Crianças e suas famílias durante a imigração Polônia/Brasil de 1920 a 1960 

 

Nas palavras de Gerson W. Fraga: "Pequeninos poloneses" pode parecer um trabalho despretensioso. Evitemos tal ilusão. A infância é parte fundamental das atuais preocupações da história social. Entender as mazelas que afligiam as crianças do passado é um caminho fundamental para entendermos nossas atuais mazelas. As diversas travessias (literais ou não), as sociabilidades e as condições do cotidiano de ontem são elementos que forjam os atores sociais de hoje. Somos o resultado de nossa própria trajetória e, assim, a infância que a autora nos mostra é um pouco de nossa sociedade.

 

Um importante legado para quem quer conhecer e compreender com nitidez a vida e obra de Paulo Freire

Leituras de Paulo Freire:
uma trilogia de referência 

Cada livro tem sua história. Leituras de Paulo Freire: uma trilogia de referência nasce de uma intuição que foi se ampliando e se concretizando em função da diversidade das interlocuções estabelecidas, em diferentes contextos. Assim foi possível estabelecer uma análise a partir de três obras: Pedagogia da autonomia, Paulo Freire: uma história de vida e Dicionário Paulo Freire. As compreensões que se expressam neste momento resultam de um longo percurso em que a autora Ana Lúcia Souza de Freitas muito aprendeu, ao ensinar, tanto na experiência como educadora em escola pública quanto, posteriormente, no trabalho de formação com educadoras e educadores no ensino superior. Esta é uma ótima leitura para educadores!

 

 

 

Futebol não é apenas um jogo. É um instrumento de afirmação de identidades...

Uma triste história de futebol no
Brasil: o maracanaço Nacionalidade, futebol e
imprensa na Copa do Mundo de 1950

 

Este trabalho é sobre futebol e parte de sua história e, sobretudo, sobre a identidade brasileira e um enorme choque de mazelas: antigo versus contemporâneo, rural versus urbano, velho Jeca de Lobato versus novo homem brasileiro que surgia com a modernidade...

Durante a Copa do Mundo de 1950, o futebol nos dava algo que a História nos negara: o orgulho de nós mesmos. Então, como em um passe de mágica, o brasileiro se julgava capaz de ser percebido pelas grandes nações do mundo como mais um povo civilizado. Descobrimos que nossas cidades eram modernas... à época, os jornalistas do exterior descobriram isto também. Descobrimos nossa gente operosa, capaz de erguer um gigante de concreto, o Maracanã, o maior do mundo, em tempo recorde. Descobrimos a beleza de nossa cultura, passível de ser entoada em uníssono diante dos espantados jogadores espanhóis. Descobrimos ainda mais coisas... Descubra você também! Boa leitura!

 

Um livro que assume a premissa do diálogo

Paulo Freire em diálogo com outros(as) autores(as)

 

Este livro assume a premissa do diálogo, não só do ponto de vista teórico, mas também do prático, pois sua construção ocorre a partir da experiência do Fórum de Estudos: Leituras de Paulo Freire, evento itinerante que se realiza anualmente, desde 1999, em universidades gaúchas que se dispõem a acolher o encontro de pesquisadores, professores da educação básica e do ensino superior, estudantes de graduação e pós-graduação e militantes sociais, promovendo a possibilidade da permanente reinvenção do pensamento freireano, reinventando também a si mesmos. Aliás, nada mais freireano do que nos reinventarmos, tendo como horizonte a utopia de um mundo menos feio, menos desigual e com mais afeto e respeito pelo ser humano.

Em certo sentido, é isso que os(as) autores(as) deste livro procuram fazer em seus textos. Nossos(as) leitores(as) encontrarão o pensamento de Paulo Freire em diálogo com pensadores(as) dos campos da educação, sociologia, ciência política, teatro e filosofia. Essas aproximações exprimem a riqueza e a fecundidade do pensamento freireano, ao mesmo tempo em que reafirmam nosso desafio de não repetir Freire ou qualquer outro(a) autor(a), mas recriá-los...

 

Ideias e conceitos de vanguarda fazem desta obra uma oportuna leitura!

O tecelão de sonhos

O astro da capa, equipado de um exótico planador, chama-se Otto Lilienthal. Para o espanto de muitos, em 29 de junho de 1895, ele se lançou das alturas, porém seu pequeno ornitóptero de cauda alongada apenas suavizou sua descida... Não foi ele o inventor do avião, mas o seu sonho...

As breves narrativas deste livro têm tudo a ver com o trabalho de Otto, inspiradoras e
transgressoras... até ardilosas, porém francas, leais à luta contra as falibilidades humanas, cristalizadas em velhos paradigmas que desencorajam o sonho de voar.

Uma das mensagens que transparecem nos textos de André Agostini é que, ao sistematizar a vida, abrem-se as portas ao vazio do tempo presente, ainda mais quando se coloca excessivo peso sobre algo tão leve como a existência.

 

 

Um livro que pode criar um aventureiro, apressar um viajante e até mesmo motivar um passeio há muito planejado

Caminhos do mundo: Experiências de viagens ao redor do globo

Viajar é transitar... quase sempre com aventura. Cabral, Darwin, a família Shurmann e o ousado Amir Klink que o digam!

A todos pesou a intrínseca ânsia do descobrimento...

O mesmo aconteceu com Jorge Lopes Rodrigues, que neste livro conta suas andanças por 35 países ao redor do globo.

A vocação por viajar iniciou na infância e com o tempo as saídas de férias, ''para carregar as pilhas'', como diz o autor, ganharam ares de profissão. Tanto que hoje o guia e articulista turístico nos brinda nesta obra relatos imparciais e assentados em aspectos históricos, geográficos e sociológicos das regiões e povos que visitou.

Viajar também proporciona um encontro consigo mesmo, tal como mostra o Capítulo V... conforme vamos nos tornando mais cidadãos, plurais e conscientes de nosso lugar no mundo.

Porém, há que ser um bom turista, ou seja, um aventureiro com olhos abertos, que sai com um propósito e volta com um benefício. Basta levar entusiasmo e apoio às pessoas e empresas que apoiam e valorizam a cultura, o patrimônio, a estética, o ambiente e o bem-estar local, até porque assim tudo resulta mais interessante. Isso se chama geoturismo.

Aviso: Este livro pode criar um aventureiro, apressar um viajante e até mesmo motivar um passeio há muito planejado. Para quem já está de malas prontas... será uma feliz coincidência!

 

Filho deficiente, família doente? Enlutar ou lutar? Ideal paterno sobrepõe a criança? Como ser competente ao cuidar de um filho especial? Como existir? Irmão de deficiente sofre? Infertilidade, e agora? Pais adoecem filhos?

Pais competentes de filhos doentes

 

Será que a palavra ''próximo'' ainda pode ser sinônimo de ''semelhante ser humano''? Está mais difícil de se ver de verdade hoje em dia... pois a ''modernidade'' afasta-nos por cercas elétricas, computadores, celulares, horários evasivos e automóveis de vidros escuros. Humm... diante de um temporal de indiferença dissimulada na segurança, no conforto e na economia de tempo e dinheiro, como pedir atenção?

O livro, dentro do que se propõe, vem a ser um raio de sol, prenunciando um tempo bom para pais/famílias que têm filhos doentes ou vice-versa e incorrem em desengano, aceitação e luta quando, por nascimento ou acidente, passam a conviver com um portador de deficiência física, tão invariavelmente sedento de contato visual (olho-no-olho mesmo), atenção (tempo) e empatia (amor).

A obra fala sobre a vida de família que têm sua dinâmica modificada com a chegada de um filho que necessita de cuidados especiais. E, algém de contar com a experiência de profissionais das áreas educação, psicologia e psiquiatria, traz relatos de vivências reais, como os de Eline Ester Grossi e Marisa Potiens Zilio.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


As mulheres ainda precisam provar seu valor quando, muitas vezes, para tal, nem se tem parâmetros...

As Mulheres Mil: dos bolinhos de chuva à emancipação

Os programas de inclusão social são maneiras concretas de conceder uma chance às mulheres que não conseguem lutar sozinhas contra situações de vulnerabilidade. Um destes é o Programa Mulheres Mil, que permitiu fabulosas vivências e metamorfoses às mulheres que dele participaram. E são exatamente algumas dessas histórias-que vêm descritas, analisadas e teorizadas neste livro.

Análise do discurso sobre o cinema ambulante e sobtre a modernidade maranhense

Ecos da modernidade: uma análise do discurso sobre o cinema ambulante em São Luís

O cinema ambulante (fase dos primórdios do cinema no mundo, que no Maranhão vai de 1898 a 1909) é, ao lado de outros aspectos, parte de uma conjuntura maior: a chegada da modernidade, no Maranhão e, sobretudo, na sua capital, São Luís.
Com ele, chegam elementos como: as fábricas, um rol de invenções como o telefone, o telégrafo, o fonógrafo, a bicicleta, o automóvel, doutrinas como o protestantismo, o positivismo, o ensino feminino e técnico... e chega também um novo século: o século XX.
É a análise do discurso sobre o cinema ambulante e sobre a modernidade maranhense que você terá neste livro.

A maior força de guerra formada por Portugal na colônia americana...

A fronteira (Volume 3): 1763-1778 - História da brava gente e miseráveis tropas de mar e terra que conquistaram o Brasil meridional

Este volume trata do período decisivo de guerra entre Portugal e Espanha pelo domínio da América Meridional, abrangendo territórios de soberania contemporânea do Brasil, Argentina, Uruguai e Paraguai. O historiador Tau Golin focaliza o fenômeno crítico de 1763 a 1778, quando terras atuais do Rio Grande do Sul e da República Oriental do Uruguai e da Argentina ficaram divididas entre as duas coroas. Ocorreram conflitos bélicos expressivos. Em 1776, os hispano-americanos foram vencidos e expulsos pelos luso-brasileiros, resultando na expansão territorial do Brasil sulino.

Foi o maior esforço de guerra empreendido por Portugal na América durante o período colonial.

 

 

Experiências de educação para todos...

Olhares Sul-Rio-Grandenses sobre a educação de jovens e adultos e a educação popular

Esta obra traz um pouco da história, das concepções e das realidades da educação popular e da educação de jovens e adultos (EJA) no Brasil, no estado do Rio Grande do Sul e principalmente na cidade de Rio Grande e comunidades adjacentes.

Ricas contribuições à temática emergem de análises de leis, normas e/ou resoluções federais, estaduais e municipais, de teorias educacionais e também de vivências em projetos de educação popular, pré-universitários e outros, como o Projeto Olhares Sul-Rio-Grandenses; o Projeto Educação para Pescadores, e o Projeto NEEJACP Prisional na PERG, este em espaço carcerário.

Os esforços da pedagogia para uma positiva mudança social são dignos de apreciação e divulgação. Conheça as experiências relatadas neste livro!

Uma ferramenta para o ensino de Educação Física, baseado em reflexões, planejamento sistematizado e diversidade cultural

Educação pelo movimento na infância: reflexões e ações humanizadoras

Esta obra foi elaborada para ser uma ferramenta a estudantes de licenciatura e professores que pretendem dar aulas de Educação Física de qualidade, baseadas em reflexões, planejamento sistematizado e diversidade cultural.

A leitura deste livro, na íntegra, permite conectar vários detalhes importantes, que não podem passar despercebidos por professores que desejam educar, pelo movimento, na infância...

Uma conexão parte da possibilidade que a prática de jogos e atividades físicas tem de inculcar valores, que, se bem trabalhados, podem aumentar a noção do respeito nas crianças, como base de
outros tantos valores e, consequentemente, melhorar as relações ''com o'' e ''no'' mundo em que vivem.

Logo, uma maior diversidade de culturas corporais de movimento nas aulas de Educação Física vem a ser a consolidação da aprendizagem necessária para formar sujeitos saudáveis e alegres, ademais de críticos, capazes de valorizar o humano e as coisas históricas e culturais da sua comunidade, tal como explica a coordenadora desta obra.

Enfim, há várias ideias esperando pela conexão do leitor... Conhecimentos mínimos que, para pessoas de boa vontade, poderão ser a base para maiores aprofundamentos e, quiçá, para grandes transformações...

 

 

Uma aventura em busca de uma nova cultura

Bando sem marca  

A história recente do mundo Kndarinano é repleta de destruição. Antigas civilizações se esfacelaram na Guerra do Caos, por conta de ambição e riquezas. A desconfiança passou a ser rotina para os sobreviventes que apenas tentavam viver em paz, pois os países e líderes já não eram mais vistos como a salvação, muito menos as religiões e ideologias.

Muitos grupos se tornaram "sem marca", repudiando e negando pertencer a qualquer nação. Esse é o caso do povo de Dja'on, que migra pela região desolada em busca de recursos e proteção contra quaisquer conflitos. Apesar de viver ao lado de seus consanguíneos, o jovem se sente melhor em suas andanças ao lado de uma raposa-escaladora, fiel amiga encontrada na mata.

Juntos de uma existência imaterial e mais outros indivíduos da espécie de Dja'on, eles formarão um bando para enfrentar as ambições expansionistas do General das Almas.

 

 

Que tal uma leitura relacionada à ética da vida?

Filosofia, homoafetividade 
e mulheres: Questões emergentes  

A bioética é a primeira camada do conhecimento que se estende a todos os seres do mundo da vida (como propôs Paul Jahr em 1927 na Alemanha), onde se apoiam questões de sexualidade e gênero, e consequentemente de homoafetividade e mulheres. Estes assuntos são abordados neste livro por 15 autores atuantes em um grupo de estudos sobre filosofia, com vínculos em cursos universitários de graduação e pós-graduação no Norte do Rio Grande do Sul.

Tanto a bioética como este livro respeitam a todos os seres vivos como fins em si mesmos e não só como meios, propondo aproximar ser e dever-ser, fatos e valores, objetividade e subjetividade, falso e verdadeiro, entre outras dicotomias da filosofia clássica e da ciência. A ideia é ser uma ponte para, tal como explicam os organizadores, um ''mundo interconectado, conjuntivo, integrado, holístico, com ordem, desordem, caos, entropia, enfim, complexo.''

Há ainda obstáculos pluriculturais pelos quais os indevidamente chamados de ''estranhos morais'', pessoas com posturas, critérios, práticas morais e orientações sexuais diferentes, têm que cruzar em busca de respeito, dignidade e autonomia, isto é verdade... porém, as ideias estão aí, neste livro, em alguns âmbitos da sociedade pensante, frutíferas e proveitosas às áreas da saúde, das políticas, dos direitos, das relações pessoais etc., basta semeá-las em um consenso mínimo e esperar germinar visões, decisões, condutas e bons costumes que ampliem as dimensões morais do agir humano na contemporaneidade.

 

Se alguém perguntar: Envelhecer e desanimar? Claro que não!

Interfaces em envelhecimento humano

O envelhecimento humano pode ser definido como um processo gradual, universal e irreversível, onde acontecem modificações morfológicas, fisiológicas, bioquímicas e psicológicas, consequência da ação do tempo e é gradual, porque não se fica velho de um dia para o outro; é universal porque afeta todos os indivíduos de uma espécie de uma forma similar.

A promoção da saúde acontece mediante ações que viabilizam o empoderamento do indivíduo, compreendendo suas potencialidades numa sociedade que almeja desenvolver-se.

Em tempos de modernidade, "onde tudo que é solido se desmancha no ar", conforme apregoaram Marx e Engels, é preciso repensar e redimensionar o pensamento no sentido de propiciar um entendimento acerca da liquidez de todas as coisas.

Assim, este livro tem a premissa principal de dimensionar a questão da velhice num parâmetro poliédrico, para revelar as inúmeras compreensões acerca da velhice.

 

 

 

Um livro para mexer com a sua imaginação

Havenoon – A profecia

Marine namora, faz uma faculdade, trabalha e ainda canta numa banda de rock, mas há dentro dela uma sede por mudança.

Este livro é um romance fantástico que conta a história de uma garota de 22 anos, prestes a se formar na faculdade, que é arrebatada para uma realidade além de sua compreenção. Além até do seu simples desejo por adrenalina. Ela foi parar num lugar mágico, onde o mal não escolhe vítimas em sua busca obstinada pelo poder.

Nesse novo mundo, Marine conhece um rapaz de personalidade entre intrigante e atraente que lhe ensina artes de batalha. Sim, Marine tem que lutar, levantar espadas, aprender magia e enfrentar desafios bem piores que meros testes universitários.

A escuridão foi aprisionada na Terra do Gelo há pouco menos de 200 anos (ou um ciclo lunar) e todos os reinos de Havenoon temem o desfecho que a profecia está prestes a cobrar. Por isso Marine passa a integrar um grupo a caminho da amaldiçoada Terra do Gelo.

A jornada vai apenas começar... e o mais difícil será provar a si mesma que é capaz de superar o seu maior medo antes da batalha final contra o temível Mago Negro.

 

 

Um estudo para proporcionar um maior entendimento sobre adolescentes em conflito com a lei, a partir de uma pesquisa numa instituição socioeducativa

Adolescentes em conflito com a lei e a família: Um estudo interdisciplinar

O objetivo da pesquisa que figura nas páginas desta obra é mostrar o quanto os atos infracionais praticados por esses jovens têm a ver com a convivência familiar.

Angela Corrêa Trentin, mestre em Direito pela PUC-RS, buscou na estrutura da família as causas desse alarmante problema social. A interdisciplinaridade de seu trabalho permite entender integralmente essa dinâmica. O primeiro capítulo coloca num plano histórico a infância e a família (suas transformações funcionais e a biopsicossocialidade em que estão inseridos pais e filhos). O segundo aborda o caminho percorrido pelo direito penal juvenil (até o surgimento do Estatuto da Criança e do Adolescente - ECA), um bom embasamento que precede explanações sobre comportamento desviante, ato infracional, (in)imputabilidade penal e medidas socioeducativas.

Depois de qualificado suporte em livros, teorias e legislações, Angela expõe, no último capítulo, o resultado empírico de sua pesquisa, corroborando perfis já anunciados em estudos anteriores de maior escala, enfatizando, porém, de maneira muito particular, a relação de menores infratores com suas famílias, sem, todavia, criticar uma idade, uma cor, um ato criminal. Este livro propõe a reflexão antes da ação, entender a causa antes do efeito. Com leituras assim também se pode aguçar outros estudos na mesma área e até mesmo entender melhor as estrepitosas discussões sobre a redução da maoridade penal como punição a jovens infratores.

      


Aceitamos cartões de crédito:


(55) 54-3313-7317
E-mail: sac@meritos.com.br

© Livraria e Editora Méritos Ltda.

Rua do Retiro, 846 - CEP 99074-260
Passo Fundo - RS - Brasil


FRETE GRÁTIS PARA TODO O BRASIL

Tecnologia e proteção de dados:
PAYPAL - eBay Inc.
PAGSEGURO - Universo Online S/A